Médicos que trabalham para o município de Rio Branco podem entrar em greve

Médicos que trabalham para o município de Rio Branco podem entrar em greve

Sem obter resposta da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco sobre a tentativa de reforma do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR), os médicos analisam na quinta-feira, 7, a possibilidade de deflagração de greve. Há mais de oito meses, a Diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) busca negociar com os gestores.

Segundo o presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, o prefeito Tião Bocalom chegou a prometer melhorias durante a campanha eleitoral, mas, atualmente, parece não se preocupar com as reivindicações apresentadas.

“Há meses buscamos uma reunião com o responsável da pasta, apresentamos uma proposta, em julho, mas não houve retorno. Foram várias tentativas frustradas até que conseguíssemos realizar a entrega da minuta e, depois da apresentação, mais ninguém nos atendeu”, protestou Guilherme Pulici.

Sem avanços, a classe pode entrar em greve por tempo indeterminado caso a secretaria não apresente uma contraproposta.

“Os profissionais estão cansados de aguardar uma posição de alguém que prometeu nos atender e que afirmou que seríamos parceiros da gestão, algo que até o momento não ocorreu”, criticou o sindicalista que teme a decisão de demissão coletiva de todos os trabalhadores e a desassistência da população.

Freud Antunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *