Sindmed-AC entrega minuta de PCCR que pede a valorização do médico

Sindmed-AC entrega minuta de PCCR que pede a valorização do médico

O presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Guilherme Pulici, entregou no final da tarde de segunda-feira, 20, a minuta do Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR) exclusiva para a classe médica à secretária de Saúde, Paula Mariano. No ato, houve a apresentação das propostas e uma prévia do debate que deve buscar melhores condições de trabalho.

Entre os temas elencados está a valorização dos profissionais para uma maior fixação no estado, oferta de incentivo para a especialização, oferta de condições que possam valorizar os plantões, além de buscar o reconhecimento daqueles que atuam no interior por meio de adicional compatível.

“Se tivermos o maior número de especialistas, teremos maior resolutividade. As mudanças devem garantir melhorias para a classe e deve se refletir em um atendimento de maior qualidade para a população”, explicou o Guilherme Pulici.

No início de 2021, o governo acenou para a abertura das negociações da reforma do PCCR, uma reivindicação feita há anos pelo Sindmed-AC aos gestores. A proposta é modernizar a legislação e buscar avanços que possam resultar em incentivo para a permanência de médicos. Estudo aponta que o Acre é o estado que mais exporta profissionais por falta de condições de trabalho e de concurso público.

Na mesma reunião, o Sindmed-AC cobrou a aplicação do acordo fechado em junho. A secretária de Saúde afirmou que as demandas acordadas serão atendidas ainda em setembro.

O documento assinado pelo secretário Alysson Bestene, quando ainda estava respondendo pela Sesacre, no dia 16 de junho, apresenta o pagamento de 20% da insalubridade a partir de julho até 31 de dezembro de 2021; pagamento do auxílio Covid; o novo Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho – com cronograma e com a participação dos Sindicatos da Saúde com direito ao contraditório e para revisão até o dia 30 de setembro de 2021, além da aplicação após devidamente aprovado pelos sindicatos para encaminhamento à Aleac no primeiro trimestre de 2022; a publicação de edital do concurso público efetivo na área da Saúde até o fim deste ano; abono de faltas dos servidores que aderiram à greve; encaminhamento para a Aleac, no primeiro trimestre de 2022, da recomposição das perdas inflacionárias dos salários pelo índice do IPCA, dos períodos de 2020, 2021, 2021/2022 nos termos permitidos pela legislação em vigor e conforme disponibilidade financeira e orçamentária; a conclusão da revisão do PCCR até 30 de setembro deste ano; e etapa alimentação com os valores até 30 de setembro de 2021.

Freud Antunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *