Sindmed-AC comemora 33 anos de fundação e de conquistas em prol da saúde pública

Sindmed-AC comemora 33 anos de fundação e de conquistas em prol da saúde pública

Em uma luta constante por melhorias para a classe médica, o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) completa 33 anos de fundação nesta quarta-feira, 03. Uma data considerada importante para toda a sociedade devido às reivindicações que resultam em conquistas positivas para os serviços públicos de saúde.

Para o presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, é uma honra conduzir uma entidade de relevância e que busca se posicionar sempre que o tema saúde pública é colocado em pauta.

“As reivindicações dos médicos estarão sempre conectadas com as necessidades da população, porque melhorar as condições de trabalho em unidades de saúde representa dignidade para as pessoas que necessitam de cuidados. Temos orgulho de afirmar que todas as demandas são legítimas”, disse o sindicalista.

Entre as recentes conquistas do Sindicato está o aumento do salário do médico contratado pela prefeitura de Rio Branco, valorização que deve fixar profissionais interessados em estabelecer carreira.

“Tivemos uma vitória nas unidades básicas de Rio Branco, mas, neste momento, a próxima luta é para a realização de concurso público efetivo para que todos os postos tenham especialistas”, afirmou o vice-presidente do Sindmed-AC, Rodrigo Prado.

As negociações com o estado ainda continuam, buscando avanços para o trabalho médico, por meio da ampliação dos serviços de saúde e hospitais mais bem equipados. A reivindicação é para que o governador Gladson Cameli atenda os acordos feitos, demonstrando de forma prática o respeito à classe que tanto lutou nesta pandemia e que, infelizmente, vidas de colegas médicos foram perdidas no front da batalha contra a covid-19, segundo o primeiro-secretário do Sindmed-AC, Gilson Lima

“A greve ainda não foi encerrada, sendo apenas suspensa, porque existe uma série de demandas da classe e o Sindicato está cobrando os avanços. Temos desdobramentos positivos nas negociações, mas é importante aguardar que o governo cumpra todos os acordos, por isso continuamos cobrando”, finalizou Gilson Lima.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.