Sindmed-AC cobrará da Sesacre a resolução das falhas de energia do Into

Sindmed-AC cobrará da Sesacre a resolução das falhas de energia do Into

Com registro de falhas na rede elétrica, a equipe médica que atende os casos de coronavírus (Covid-19) no Into ainda não liberou novos leitos para o recebimento de pacientes. A gestão afirmou que o problema da energia elétrica já foi solucionado e que a recepção de novos casos suspeitos e confirmados dependem da finalização da climatização da recepção.

Os diretores do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) visitaram a unidade de saúde na tarde de segunda-feira (09), encontrando queixas de problemas que serão cobradas da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), reivindicando maior agilidade na abertura de novos leitos.

Enquanto não existem novas vagas, a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Into já apresenta ocupação de 100% das vagas.

A primeira-secretária da entidade, Jacqueline Fecury, afirmou que a situação atual preocupa o Sindicato, pois existe urgência na abertura do ambulatório para o atendimento da população.

“A demanda é grande, por isso é importante que haja a abertura do ambulatório, atendendo na fase inicial com maior celeridade para evitar que os pacientes evoluam para a necessidade de serem encaminhados para a UTI”, alertou Jacqueline Fecury.

O vice-presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici, disse que o problema será levado para o governo do Estado, pedindo agilidade.

“Colegas médicos reclamaram das oscilações de energia, o que acaba assustando quando se ouve os nobreaks disparando. Relataram ainda que algumas tomadas não estão funcionando, atrapalhando o atendimento dos pacientes”, explicou.

Os sindicalistas também visitaram o hospital de campanha e encontraram o espaço sendo finalizado.

Freud Antunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *